Após dois abortos e tratamentos ineficazes, empresária vira mãe com gravidez inesperada aos 43: 'Na hora certa'

fatima|2018-05-08

Empresária de Piracicaba engravidou 20 anos depois do último tratamento. Filha tem 9 meses.

Após sofrer dois abortos e passar por dois tratamentos para engravidar que não deram resultado, a empresária Alessandra Bellucci, de Piracicaba (SP), chegou a conclusão de que "não nasceu para ser mãe". A vida, no entanto, guardou uma surpresa por mais de 20 anos, quando ela já não tinha mais esperanças. Aos 43 anos de idade, Alessandra se tornou mãe da Maria Luiza, que tem 9 meses.

Alessandra engravidou pela primeira vez quando estava de casamento marcado. Foi de surpresa, mas toda a família ficou feliz. "A minha primeira gestação foi uma coisa inesperada, não foi nada planejado, mas acabei engravidando antes e foi uma felicidade, lógico, tudo mundo super feliz. Começamos a comprar as coisinhas do neném, você já começa a fazer um monte de planos."

A dor veio poucos dias antes do matrimônio. "Antes do meu casamento, da data do meu casamento, eu perdi o bebê. Não tinha mais batimento cardíaco, eu estava entrando no terceiro mês [de gestação]".

Com a perda, o casal resolveu esperar algum tempo e tentou novamente. A segunda gravidez resultou na mesma frustração e eles passaram a investigar o que impedia a realização do sonho de ter um filho.

"Tanto eu como meu marido, a gente foi ver o que estava acontecendo, onde era o problema, ou eu ou ele. E era comigo", relembra.

A empresária, então, procurou ajuda médica e fez tratamento para engravidar. O resultado não ocorreu após dois tratamentos, o que ampliou a frustração e a tristeza. "Você fala ‘nossa, quem vai me querer? Uma pessoa que não pode ter filho’. Umas coisas muito loucas, assim".

"Você pensa: ‘Dois abortos, dois tratamentos e não engravida, eu não nasci para ser mãe’', disse a mulher.

A partir disso, a vida de Alessandra mudou de rumo. O amor pelos animais, que sempre existiu, trouxe uma nova rotina e ela passou a adotar e ajudar animais. Atualmente, tem 46 cães, segundo ela mesma.

A gravidez

Antes de descobrir a gravidez, empresária começou a sentir enjoos e passava mal sem explicação. Procurou os médicos e conta que fez todo o tipo de exame possível, mas não encontrou qualquer doença.

"Quando eu fui buscar o último exame no laboratório, ela olhou pra mim, a farmacêutica, e falou ‘vamos fazer um exame de gravidez’”. A afirmação assustou Alessandra, que disse que não podia engravidar e, portanto, o exame não era necessário.

"Eu falei, não, num posso ter filhos. Não tem essa possibilidade, é zero. Ela disse ‘mas já que você está aqui, vamos fazer’. E fizemos". A emoção do momento da descoberta transforma em lágrimas a felicidade.

“Ela entrou e falou ‘você quer que eu fale ou quer ler?’ Aí eu já sabia”, conta a mulher.

A maternidade

Maria Luiza é uma menina alegre e saudável, que trouxe animação e mais felicidade para a vida da empresária. Por ser mãe de primeira viagem, ela vive certas inseguranças, mas afirma que consegue superá-las.

"Eu faço uma conta às vezes. Falo que quando ela tiver 18 anos eu vou ter 60 e poucos. Quando eu for buscar ela, vão achar que eu sou avó. Dane-se, e daí? Eu vou levar ela para a balada do mesmo jeito”.