HOLAMBRA

O Portal de Holambra foi inaugurado em 2004 e recebe os visitantes na entrada da cidade, têm como destaque a arquitetura típica holandesa sendo uns dos portais mais bonitos das cidades do interior de São Paulo.

Desde há muito tempo a gente queria visitar a Exploflora em Holambra, interior de São Paulo. Gostamos muito de flores, de fotografá-las, e Holambra nem é tão longe assim de casa.

O grande problema sempre foi o alto custo desse passeio. Pelo menos na nossa escala de valores, R$ 35,00 de estacionamento mais R$ 42,00 reais por pessoa o ingresso, é caro. Isso sem contar os gastos com pedágios, alimentação e com a eventual compra de flores.

Mas eis que, para a 35ª Expoflora de Holambra em 2016, nós ganhamos os ingressos. Então nós fomos né.

Seguindo pela SP-340, logo após a divisa de municípios entre Jaguariúna e Santo Antônio de Posse, pegue a saída 140 para Holambra. Você acessará a Rua Pref. Azin Lian, e saberá que está no caminho certo porque ali o trânsito já fica quase parado.

Pelo menos estava bem travado no sábado, penúltimo dia de exposições.

Para chegar ao estacionamento da Expoflora, você não entra pelo portal da cidade. Deverá seguir caminho passando à direita do portal, e vai andar um bocado, seguindo as placas, até um retorno bem lá na frente, pois a rotatória em frente ao acesso do estacionamento fica fechada pelo departamento de trânsito.

Na hora achei meio ridículo ter que dirigir muito além da entrada, e depois voltar tudo. Mas percebi que, pelo número de carros que passam por ali, não só indo para a Expoflora, o trânsito seria terrível sem essas intervenções.

O estacionamento deve ser pago na entrada, em dinheiro. Feito isso, localizamos uma vaga e depois seguimos para a entrada.

Como nossos ingressos eram cortesia, primeiro tivemos que preencher uma espécie de cupom para depois ir até o guichê e trocar pelos ingressos propriamente dito.

Logo na entrada do parque de exposições, ao lado esquerdo, está o Shopping das Flores, com grande diversidade de flores à venda, e à frente, o Shopping Verde, com presentes e decorações.

Dentro do parque ainda tem o Shopping Vermelho e o Shopping Azul, com artigos para presentes.

A primeira atração que visitamos foi a Mostra de Paisagismo e Jardinagem/Exposição de Arranjos Florais. Neste espaço, estão expostos trabalhos de diversos paisagistas. Alguns “nada a ver”, como por exemplo um escritório no jardim. Ok, é a criatividade do profissional exibindo diversas possibilidades. No geral, os espaços estavam bem montados.

Ao sair do espaço do paisagismo, o único caminho é para ponto 23 do Mapa do Recinto, onde tem a Exposição de Arranjos Florais.

Se você sofre de claustrofobia, peça para alguém abrir o portão lateral antes da Exposição e saia dali.

A Exposição de Arranjos Florais fica num prédio que lembra os edifícios holandeses, e os visitantes entram por um lado e saem por outro, serpenteando internamente em um corredor apertado e, obviamente, abarrotado de gente.

E aqui tem uma pegadinha. Veja que na frente do prédio tem um número 35 feito com flores. Tudo leva a crer que é o atrativo 35 do Mapa do Recinto, ou seja, o Museu Histórico de Holambra. Mas é o atrativo 23 mesmo!

Os arranjos estão ali, todos juntos, muito perto uns dos outros, para caber a maior quantidade de flores possível. Você não sabe para onde olhar ou o que tentar fotografar. Sim, tentar, porque a fila anda e não para de entrar gente.

É um lugar para ir e ver com os próprios olhos, nem que seja apenas uma vez. Nem que seja para não gostar

Artigos Recomendados