FOTO DA SAÍDA DA DUQUESA DE CAMBRIDGE, COM SEU TERCEIRO BEBÊ, DO HOSPITAL

E aqui a comparação da foto da Kate e da Diana, ambas saindo da maternidade. Diana carregando Willian nos braços. Não emociona? Fala a verdade!

Não é segredo para ninguém – talvez eu nunca tenha comentado aqui, mas enfim, – eu sou mega fã da Família Real Inglesa. Eu lembro até hoje do casamento nababesco do Principe Charles com a Princesa Diana (mesmo sendo bem pequena) e, a partir daí, passei a acompanhar tudo. Adorava. Para mim era conto de fadas.

Depois, claro que fiquei arrasada quando a Lady Di morreu e então passei a acompanhar tudo com menos interesse mas, mesmo assim, sempre meio “ligada” na história deles.

E então, surgem William e Kate. O casal perfeito! Ela linda, ele futuro rei, ambos simples (pelos menos aparentam). E aí volto eu a acompanhar com olhos mais atentos o que rola por lá (até porque, eu morei um ano em Londres e aí, passei a adorar ainda mais toda a história da monarquia Inglesa, não só a da atual família real).

Mas enfim, essa introdução toda é para falar que hoje fiquei emocionada – e na bem da verdade de queixo caído – com o nascimento do terceiro filho de William em Kate. Sim, veio ao mundo o terceiro baby, segundo menino e ainda sem nome filho desse casal que encanta o mundo.

E acompanhando um pouco tudo que saiu na mídia, chegaram até mim algumas fotos muito, muito lindas do casal apresentando seu terceiro filho à mídia e aos súditos. E nessas fotos, muita coisa se assemelha às fotos de saída da maternidade de qualquer casal – as caras apaixonadas, o pai carregando o bebê no bebê conforto, a mãe babando mais que bebê em fase de dentes nascendo – mas outras imagens, na verdade, não se assemelham em nada com o que a gente conhece de uma “saída da maternidade real”. Bom, isso falando do “real” no sentido simples da palavra, de realidade mesmo, de vida normal, e não de vida de princesa, de realeza britânica, e entre essas imagens dá para destacar algumas:

A duquesa com uma cara de linda, bela, plena e #PartiuPalácio, como se nada de mais tivesse acontecido antes. Até cabelo e make no lugar. Um luxo gente, só conferir abaixo.

A duquesa em saltos altos! Gente, tirei o chapéu para a mulher. Essa é guerreira. Parir não é soltar um pum. Tem força, tem energia gasta, tem cansaço. Mesmo que dure só duas horas. E ela saiu de salto alto! Vejam vocês!!!!

E ainda, nem inchada a bicha saiu. Saiu plena gente. Plena. Essa é a melhor palavra que encontrei para descrever a querida Kate. Sorriso no rosto, olhar tranquilo, amor transbordando.

E por que estou falando tudo isso? Onde eu quero chegar com tudo isso? Na verdade, a algumas colocações e conclusões.

Kate é um mulherão da porra mesmo. Parir e sair com aquela cara ótima do hospital não é para qualquer uma. Sei que no Reino Unido as coisas são bem diferentes do Brasil. Segundo informações de uma amiga que também pariu lá, quem tem filho até o meio dia sai no mesmo dia, a não ser que tenha alguma intercorrência (como Kate teve de manhã, saiu poucas horas depois). Já quem tem filho após o meio dia, passa a noite no hospital. Mas passa e já vaza. Ninguém fica lá 24h. E isso, claro, porque lá a grande parte dos partos é normal ou natural, o que permite isso.

Não é porque Kate é um mulherão da porra que consegue essa façanha de sair do hospital plena e bela poucas horas depois de parir (acho que foram duas horas ou algo assim, né, nem sei) que você também tem que se sentir na obrigação de fazer o mesmo. Bom, por aqui, nem dá para sair horas depois, porque os protocolos hospitalares são outros. Mas na hora que você sair, anyway, saia da forma que você sentir à vontade para sair. Nada de neuras. Eu saí de sapatilha, calça larga e o mesmo sorriso no rosto da Kate. Sem dores (parto natural facilita muito!), mas bem cansada da trabalheira que os filhos deram já nos primeiros dias. Enfim, cada uma, cada uma.

A nós acho que cabe admirar a Duquesa e ficar feliz por ela. Que bom que ela se recupera tão rápido e que bom que em casa ela tem todo um aparato que irá permitir que o resto da recuperação seja padrão A de qualidade também. E nós não temos que querer o mesmo. Nem se sentir mal por sair “embagulhada” do hospital. A gente é vida real de gente normal, não de realeza. Como eu volto a repetir: o que vale é o filho nos braços e o sorriso no rosto. O resto é perfumaria.

Pois dito tudo isso, seguem as fotos lindas de um casa igual a qualquer outro, babando pelo filhote, e só destoando um pouco na beleza fenomenal da mãe, no seu estonteante vestido vermelho (como a Diana quando o William nasceu) e surpreendente salto agulha nude (nude, como eu fiquei quando vi o salto. kkkk!).

Fontes das fotos: Site Scary Mommy

Amo a cara de naturalidade deles. E dela então? “Fui ali, pari rapidinho, e agora #PartiuPalácio. De salto alto, é claro!”.

Artigos Recomendados